NOTÍCIAS

Dicas importantes para iniciar um projeto de irrigação por aspersão/ pastagem A irrigação de pastagens é considerada uma prática favorável que vem se fortalecendo nas propriedades leiteiras no Brasil e algumas partes do mundo, se bem instalada e planejada, pode trazer ganhos significativos aos produtores.

27 de outubro de 2017 18:23

A irrigação de pastagens é considerada uma prática favorável que vem se fortalecendo nas propriedades leiteiras no Brasil e algumas partes do mundo, se bem instalada e planejada, pode trazer ganhos significativos aos produtores. Por isso listamos 10 dicas importantes para quem quer começar a montar um projeto de irrigação voltado a pastagens, confira o passo a passo.

1° Passo: O Projeto

Elaborar o projeto de irrigação:

Antes de começar qualquer projeto para instalar o sistema de irrigação é necessário iniciar a elaboração, fazer o levantamento de todos recursos necessários que serão apropriados para a instalação, como por exemplo a capacidade de armazenamento de água no solo, fontes e tipos de energia que será utilizada.

2° Passo: Analisar o terreno

Depois de elaborar todo projeto é recomendável analisar o terreno, a orientação correta é fazer o planialtimétrico da área que vai ser irrigada preferencialmente com curvas de nível de metro a metro, medindo o desnível da área que vai ser irrigada ligada a fonte de água. Quando é no caso de utilização de água de poço, medir e anotar o desnível

3° Passo: Amostragem do solo

É importante abrir trincheiras na área a ser irrigada para fazer a amostragem das camadas do solo e medir a profundidade efetiva do sistema radicular. Outra dica importante é fazer a amostragem nas paredes para cada camada do solo desde da superfície até a profundidade efetiva do sistema radicular.

4° Passo: Demanda da irrigação

O ideal e utilizar dados climáticos para fazer corretamente o balanço dos dados hídricos e estimar a demanda máxima de irrigação das culturas irrigadas, como pastagens, canaviais e campos de produção de feno, milho e outros. De acordo com orientações de profissionais, a definição de máxima demanda é necessária para fazer o projeto de irrigação e evitar o desperdício da água.

5° Passo: Intervalo máximo entre irrigações

Sempre Iniciar o projeto de irrigação com um sistema adequado calculando o intervalo máximo entre o tempo de irrigação. Para isso é considerada a demanda máxima de irrigação e a capacidade de água disponível.

6° Passo: O uso da energia elétrica

Se for usar a energia elétrica, a dica é verificar o padrão de energia disponível para saber se é monofásica ou trifásica para definir a potência máxima do motor que vai bombear a água. Vários profissionais garantem que que a limitação é mais severa em redes de energia monofásicas.

7° Passo: Verificar a pressão e o volume

Para conferir se a pressão do sistema de irrigação está com a proporção de saída de água correta o produtor deve instalar no sistema um manômetro com glicerina na saída da tubulação, próximo a bomba do sistema de irrigação, isso é possível saber se o funcionamento do sistema está de acordo com as necessidades previstas do projeto, já para controlar o volume de água é necessário instalar um hidrômetro da tubulação de recalque.

8° Passo: Os aspersores

Para garantir que a área seja irrigada de maneira adequada, o ideal é que os aspersores sejam vistoriados ao menos uma vez por ano. Também é recomendável checar eles anualmente a pressão da saída dos aspersores. Para isso deve-se adaptar um manômetro com glicerina no tubo metálico de pequeno diâmetro, menor que o diâmetro dos bocais e dos aspersores.

9° Passo: Para evitar o desperdício de água

No sistema de aspersão por pastagens pode-se evitar o desperdício, a dica é checar anualmente todos os componentes da estação de bombeamento, como a válvula de pé com crivo conexões e tubulações de sucção, bomba, conexões e tubulação de recalque. Procurar por vazamentos na tubulação de sucção também é importante para o funcionamento correto do sistema. Em sistemas automatizados é indicado checar com frequência os dispositivos de acionamento e liberação de água estão funcionando corretamente para evitar problemas de distribuição de água.

10° Passo: Manejo de irrigação

O produtor precisa utilizar ao menos um método de manejo de irrigação, que geralmente feito com auxílio de medições da umidade do solo ou de dados climáticos, e também de tabelas de controle em papel ou eletrônicas, Há vários métodos disponíveis para cada situação, também é necessário procurar buscar orientação técnica para planejar, instalar, mantem em ordem e operar o sistema de irrigação, de modo em obter os melhores resultados possíveis.

Compartilhar